Projeto de Lei: Dia Municipal do Teatro no Município de Salvador

PROJETO DE LEI N°

Institui o Dia Municipal do Teatro no Município de Salvador e dá outras providências.

A CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DO SALVADOR DECRETA:

Art. 1º – Fica instituído o Dia Municipal do Teatro, a ser celebrado anualmente no dia 18 de Junho.

Art. 2º – Fica o Poder Executivo autorizado a estimular e promover campanhas de conscientização da importância do teatro para a formação cultural dos cidadãos/cidadãs.

Art. 3º -. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Sala das Sessões, 14 de setembro de 2009.

Vânia Galvão

Vereadora –PT/ SSA

JUSTIFICATIVA

O presente projeto de lei visa instituir, no Município de Salvador, o Dia Municipal do Teatro.

O teatro é essencial na construção de qualquer sociedade, em que pese ainda não receber o seu devido valor enquanto manifestação artística e cultural, que proporciona a formação de uma consciência critica e inclusão no exercício da cidadania.

Teatro é arte e a arte imita a vida. As relações sociais, ainda que inconscientes, são desencadeadas em forma teatral: o uso do espaço, a linguagem do corpo, a escolha das palavras e das vozes, o confronto de idéias, tudo que se passa nos espetáculos, ocorre na vida cotidiana.

Instituir o Dia Municipal do Teatro configura uma medida propulsora para estimular as discussões e ações que valorizem o teatro e a cultura no município de Salvador.

A data escolhida (18 de junho), representa singela homenagem à atriz baiana Nilda Spencer, definida por Jorge Amado como “uma das personalidades mais marcantes da vida artística da Bahia”.

Nascida em 18 de junho de 1924, iniciou a sua trajetória profissional como atriz na década de 50, quando conheceu o dramaturgo Eros Martim Gonçalves, fundador da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. A partir deste momento, uniu para sempre sua vida ao teatro, atuando em dezenas de peças e interpretações marcantes, que se estenderam também ao cinema.

Realizou seus estudos acadêmicos na Escola de Teatro da UFBA, concluindo o curso em 1959. Entre 1961 a 1965, assumiu provisoriamente a direção da Escola de Teatro, com a saída de Martim Gonçalves. No entanto, se tornou a gestora da instituição por mais três vezes, sendo sempre eleita por unanimidade.

Na década de 80 Nilda Spencer fez parte da criação da Companhia de Teatro da UFBA, participando como atriz dos espetáculos Seis Personagens à Procura de Autor, de Pirandello, direção de Harildo Deda; Caixa de Sombra, de Michael Christofer, direção de Harildo Deda e Tango, de Mrozek, direção de Ewald Hackler.

No cinema a atriz Nilda Spencer também brilhou participando de vários filmes. Participou de Juliana e D. Jorge, dirigido por Fred Souza Castro (1968), Tenda dos Milagres, de Nelson Pereira dos Santos (1975), Dona Flor e seu Dois Maridos, de Bruno Barreto (1976), e ainda Memórias Póstumas de Braz Cubas de André Klotzel (1998).

Na televisão participou em 1981 de Rosa Baiana, novela da TV Bandeirantes, rodada na Bahia. Em 1984 participou da minissérie da TV Globo, Tenda dos Milagres e em 1985 da minissérie O Pagador de Promessas.

Diante de uma trajetória dedicada ao teatro, resta evidente que a data para o dia municipal do teatro está bem determinada. Por isso é que pugnamos pela aprovação unânime deste projeto de lei.

Vânia Galvão
Vereadora –PT/ SSA

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: